Modelo de Fiscalização
do CAU


Saúde em primeiro lugar


CAU implanta Ouvidoria

Considerando o disposto no art. 24, § 1° da Lei n° 12.378, de 2010, que estabelece que o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito Federal (CAU/UF) têm como função orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão de Arquitetura e Urbanismo, zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe em todo o território nacional, bem como pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da Arquitetura e Urbanismo, foi promulgada a Resolução N° 22, de 4 de maio de 2012 do Plenário do CAU/BR.

Leia mais [+]


Para garantir assistência em saúde para os 120 mil arquitetos e urbanistas registrados no Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU, e seus familiares, o CAU/BR levará para deliberação na próxima Reunião Plenária, em Agosto, proposta de contratação de administradora de saúde para atender ao CAU em todo o País. “Queremos uma estrutura nacional que garanta isonomia aos estados, que ofereça diversidade de planos, para que o arquiteto e urbanista possa escolher aquele que melhor atende a suas necessidades”, explica o conselheiro federal e membro do Conselho Diretor Roberto Simon.

Leia mais [+]

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) convidou para implantar a Ouvidoria Geral o arquiteto e urbanista José Eduardo de Castro Bicudo Tibiriçá, que fica responsável, a partir de agora, por zelar pelo aperfeiçoamento constante do Conselho.
“Estamos implantando uma ouvidoria dentro dos princípios da independência e autonomia. O Tibiriçá terá trânsito livre a reuniões de qualquer instância do CAU, lém de acesso a todos os documentos, sejam de ordem administrativa, técnica ou política”, destaca o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro.

Leia mais [+]

O CAU/BR investiu, recentemente, na melhoria da arquitetura da informação e identidade visual do ambiente do arquiteto e urbanista no Sistema de Informação e Comunicação do CAU – SICCAU. O Sistema receberá nova roupagem e recursos inteligentes, além de avanços na navegabilidade e usabilidade, ampliando a função do portal e tornando-o mais interativo e fácil de usar. "Compilamos contribuições dos estados, num processo coletivo de construção do conhecimento, para aperfeiçoamento e amadurecimento do SICCAU. Também estamos investindo na melhor comunicação das mudanças realizadas de forma contínua no Sistema", explica o gerente técnico do CAU/BR, Edson Mello. A previsão é que as melhorias estejam incorporadas já na primeira quinzena de agosto.